Yoga na gestação

pregnancy-yoga-640x290-640x290

O objetivo da prática durante a gestação é ajudar a criar espaço no corpo da mãe para que o bebê se desenvolva bem. Criar um bom equilíbrio muscular no corpo da gestante ajuda a manter uma boa postura, que por sua vez ajuda o bom posicionamento do bebê em sua bacia e facilita o parto. Um estado interno de atenção e relaxamento também ajuda a mulher a lidar com as demandas do parto. Um corpo distensionado, e a capacidade de estar presente, poupam energia durante o parto.

Os benefícios das posturas advêm do espaço que estas criam entre o osso púbico e o esterno, que melhora também a respiração da gestante. A melhora na respiração auxilia no relaxamento interno, ajuda a gestante a voltar sua atenção para dentro e relaxar.

A auto-observação é essencial, pois cada gravidez é única e a gestação passa por diferentes fases. Geralmente, o primeiro trimestre é mais conturbado pela novidade e pelas mudanças hormonais. Algumas grávidas preferem começar a praticar depois que passa essa primeira fase. Os enjoos podem ser mais intensos e deixar a gestante sem disposição. Nessa fase, o savasana (postura de relaxamento) pode ajudar.

No segundo trimestre, a gestante já tem os hormônios mais estáveis, sente-se com mais disposição e tem, muitas vezes, vontade de movimentar o corpo e praticar.

No terceiro trimestre, as posturas em pé ajudam a preparar as pernas para um parto ativo.

A prática para uma gestante pode começar com posturas relaxantes deitadas ou reclinadas, seguidas de extensões suaves com apoio (que devem ser feitas com cuidado porque podem causar náuseas) que ajudam a restabelecer a energia do corpo.

As invertidas são muito benéficas, pois regulam os hormônios e facilitam o retorno venoso, diminuindo o inchaço nas pernas. Para as iniciantes, o indicado, sob supervisão, é praticar invertidas mais leves como viparita karani (postura com os quadris levemente elevados e as pernas apoiadas na parede). E uma versão simplificada de setubandha sarvangasana, que possui efeitos semelhantes ao sarvangasana (invertida sobre os ombros).

A prática de pranayama (exercícios respiratórios) e de relaxamento em savasana (postura de relaxamento) deve ser feita sempre que a mulher sentir necessidade e muito cansaço. Essas práticas ajudam a produção de leite, pois abrem o peito, aumentam a entrada de oxigênio necessário à lactação. Alguns minutos de relaxamento podem ser muito restaurativos.

A CASA DE YOGA inicia aulas para gestantes a partir do dia 07/08, de tercas e quintas-feiras as 18;30hs. NAMASTE


Categorias: Blog, Saúde, Yoga

Tags:, , ,
%d blogueiros gostam disto: